sexta-feira, 13 de abril de 2012

Os jardins do Palácio de Linderhof


Os belíssimos jardins que rodeiam o Palácio Linderhof em Bavaria na Alemanha, são considerados uma das mais belas criações na história do desenho de jardins.


Wikipedia_GeorgeMatheus

O jardim cobre uma área com cerca de 50 hectares e está perfeitamente integrado na paisagem alpina natural que o rodeia, sendo a transição entre os jardins ornamentais e florestas de pinheiros e faia das Montanhas Ammergau.


Wikipedia_GeorgeMatheus

Linderhof, perto de Ettal, uma propriedade agrícola pertencente à Coudelaria militar Schwaiganger, era conhecida por Ludwig II das visitas que fazia com o seu pai, o rei Maximilian II para o pavilhão de caça real ao lado da propriedade Linderhof.


Foto: panoramio_de christophrudolf


O Rei Ludwig II fascinado com o mundo místico do Oriente e da idade romântica medieval da cavalaria, mas, sobretudo, pelo esplendor da corte Bourbon, tentou recriar em Linderhof o palácio e os jardins de Versalhe.


Panoramio_La dorada


Os esplêndidos caminhos que serpenteiam através dos grupos de faia, carvalhos e tílias e prados proporcionam ao visitante, com uma variedade cénica constante.


Foto: panoramio_de christophrudolf


O Projetista do jardim foi Carl von Effner. Com o seu talento, desenhou um jardim colorido, decorativo e eficaz, satisfazendo em pleno os requisitos Ludwig II .


Wikipedia_GeorgeMatheus

O parque combina elementos formais do estilo barroco ou de jardins do renascimento italiano, com secções paisagísticas semelhantes aos Jardins Ingleses.


Foto: Flickr.com

Os jardins formais estão subdivididos em cinco secções. Estas subdivisões estão decoradas com esculturas alegóricas dos continentes, das estações e dos elementos.



Foto: 1Zom.net

a parte norte é caracterizada por uma cascata de trinta degraus de mármore. O fundo da cascata é formada pela fonte de Neptuno, e no topo existe um Pavilhão de Música.

Foto: Panorâmio_christophrudolf




o centro do parterre ocidental é formado por um lago com com a figura dourada da "Fama". A oeste existe um pavilhão com o busto de Luís XIV. Em frente deste vê-se uma fonte com a escultura dourada do "Amor com golfinhos".

Foto: Gardenvisit.com

o parterre oriental tem canteiros ornamentais com alegorias dos quatro elementos ao longo dos lados que o ladeiam. A influência francesa é visível na escultura em pedra "Vênus e Adônis", na fonte com a figura dourada de "Amor disparando uma flecha" e no busto de pedra do rei Luís XVI da França.


Foto: panoramio_dsousa


o parterre de água em frente do palácio é dominado por um grande lago contendo a fonte dourada. A  água da fonte pode elevar-se até quase 22 metros de altura. A enorme árvore que perturba a geometria do projeto é uma tília cerca de 300 anos.


Foto: panoramio_Gisela


os jardins em terraço formam a parte sul do parque. No terreno do primeiro patamar encontra-se a "fonte de Náiade", a qual consiste em três lagos e nas esculturas de ninfas da água. No meio arco do nicho pode ver-se o busto de Maria Antonieta de França. Estes jardins são coroados por um templo redondo com a estátua de Vénus, formada a partir d euma pintura de Antoine Watteau (O embarque para Citera).



Foto: panoramio_nafani


Existem vários edifícios, de diferentes aparências, situados no parque:

Gruta de Vénus
O edifício é totalmente artificial e foi construído para o Rei como uma ilustração do primeiro acto do Tannhäuser, de Wagner. Luís II gostava de ser passeado pelo lago no seu barco-concha dourado mas, ao mesmo tempo, queria a sua própria "gruta azul de Capri". Deste modo, foram instalados 24 dínamos e, já no tempo de Luís II, era possível iluminar a grutas com cores que se iam alterando.



Cabana de Hunding
Esta cabana foi inspirada na direcção de Richard Wagner para o Primeiro Acto de Die Walküre. Luís costumava celebrar banquetes germâmicos nesta casa.


Wikipedia_GraceKelly

Ermitério Gurnemanz
Todos os anos na Sexta-Feira Santa o rei Luís II vinha até aqui, para contemplação. Neste dia ele queria poder apreciar um prado florido. Se tal ainda não fosse possível devido à neve, o director do jardim tinha que plantar um para o Rei.


Foto: panoramio_de christophrudolf


Kioske Mourisco
Este edifício foi desenhado pelo arquitecto berlinense Karl von Diebitsch para a Exibição Internacional de Paris em 1867. Luís II queria comprá-lo mas foi ultrapassado pelo rei dos caminhos de ferro Bethel Henry Strousberg. Luís comprou o pavilhão depois da bancarrota de Strousberg. A peça de mobiliário mais chamativa deste edifício é o trono em forma de pavão.


Foto: Flickr.com

Casa Marroquina
Esta casa já havia sido construída em Marrocos para a Exibição Internacional de Viena em 1873. O rei comprou-a em 1878 e fê-la decorar numa via mais Real.




Mais informações no Site Oficial em: Schloss Linderhof

Fontes e fotos: Wikipedia; http://www.schlosslinderhof.de/englisch/park/; http://www.destination-munich.com/schloss-linderhof.html; Panoramio; outros


* Fotos: Net
As fotografias sem indicação dos autores é porque não os consegui identificar. Se forem suas, por favor queiram contactar-me que colocarei imediatamente o seu nome, ou retiro-as se for esse o seu desejo. Não é de maneira nenhuma minha intenção quebrar direitos de autor.

Photographs without the authors’ names are because I could not identify them. If they are yours, please contact me and I will put immediately your name, or remove them, if that is your wish. It is not my intention to break authors rights.

Não podendo conhecer ao "vivo" todos os incriveis locais do nosso planeta, podemos sempre viajar através de fotografias e de texto. A net é o meu meio de alargar os horizontes, de conhecer sitios muitas vezes longínquos, outras bem mais pertinho, mas sempre locais com uma beleza muito especial e própria que encantam o olhar e ajudam a aliviar a alma das agruras que por vezes me atormentam. O meu sincero OBRIGADO a todos os fotografos que permitem a todos nós divagar.

11 comentários:

  1. Como siempre nos impresionas con bello ludares.
    Saludos y abrazos.

    ResponderEliminar
  2. Querida Maria, fantástico este passeio e visita guiada, pelos jardins e pavilhões do Palácio Linderhof em Bavaria na Alemanha! Deixa-me sempre a sonhar um com outros tempos. :)
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. Maria boa noite!
    Realmente de uma beleza encantadora! Da vontade de ir lá de férias e ficar por lá!
    Sempre linda e encantadoras imagens por aqui!
    Aqui de oportuno quero lhe agradecer por sua fiel presença e amáveis palavras sempre...
    Uma linda noite!
    Lembranças
    Ange.

    ResponderEliminar
  4. ohhhhhh....
    esta menina faz-me pecar! Sim, pecar...porque a INVEJA é um pecado e eu , neste momento, estou cheia de inveja...
    Que lugares mgníficos, hein? E ainda bem que colocaste legendas. Maravilha...estou aqui coberta de pecados mas ...deixa lá...vale a pena. Absolutamente apaixonante!

    Um BEIJO IMENSO
    BShell (Isabel)

    ResponderEliminar
  5. Magníficas imagens !
    Dá gosto ver tanta beleza e saber que o Homem tem sensibilidade para construir e manter esse verdadeiro espetáculo de Natureza e História.

    Fico imaginando quanto se gasta para ter um jardim assim preservado...
    Mas vale cada tostão empregado nessa conservação !

    Beijo

    ResponderEliminar
  6. Incrível, Maria, que fotos!!! Além da beleza você conta um pouco da história. Você sempre se supera, merece mil parabéns.
    Grande beijo.
    Tais

    ResponderEliminar
  7. Quantos lugares lindos e maravilhosos! É uma grande injustiça não podermos visitar todos pessoalmente antes de morrermos. rs Parabéns, blogueira maravilhosa!!!!
    Minhas visitas estão demorando para acontecer, pois desde as minhas "férias" em março,tudo atrasou e estou "atolada" em e-mails. Não consigo colocar em dia e todos os dias chegam novos. rs E não tenho coragem de não retribuir as visitas. Demoro, mas chego. Visito todos que me visitam. Agradeço a compreensão!
    Beijocas, muuuuuitas!

    ResponderEliminar
  8. Ficamos boqui-abertos, com estas maravilhas,
    com estes verdadeiros Paraísos, cenários idílicos!

    Faço minhas as palavras dos comentários anteriores, e pergunto como é possível descobrir estes tesouros, e descrevê-los como a Maria de forma superior!!!

    Teria todo o prazer em a conhecer pessoalmente, no próximo dia 19 de Maio, por ocasião da VII Edição dos Passeios Campestres, bem perto de si, aqui em Santiago do Escoural - Montemor-o-Novo.

    Para saber mais pormenores do programa visite as Abelhinhas.

    Beijinho, Alex.

    ResponderEliminar
  9. Maria Boa tarde!
    Já estive passeando por este jardim logo após sua postagem.
    No entanto voltar aqui é como entrar em um paraíso pela primeira vez.
    Que coisa linda!
    Venho lhe desejar um maravilhoso domingo de Primavera.
    Lembranças
    Ange.

    ResponderEliminar
  10. Obrigado Maria, pelo seu voo pelas minhas Abelhinhas!
    Fico com imensa pena de não poder participar no nosso Passeio, e de a conhecer pessoalmente, mas percebo plenamente as razões que a impedem de todo participar!!! Fica para uma próxima!!! Beijinho, Alex.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.