segunda-feira, 11 de março de 2013

Visitando o Centro Histórico de Lagos e a Ponta da Piedade




O meu tempo não chega para o muito que eu gostaria de fazer, pelo que vou gerindo como é possível. Em outubro de 2012 fui passar um fim de semana a Lagos, na altura não deu para fazer o post sobre este passeio e depois acabei por me esquecer. Ontem ao organizar as fotografias do ano passado, acabei por me lembrar e hoje, mostro aqui um pouquinho da beleza e encanto desta cidade.





Lagos é uma cidade no Distrito de Faro na zona ocidental do Algarve.





Ficamos no Hotel Aqualuz, um local que recomendo pois tem um serviço de qualidade, quartos super espaçosos, uma boa piscina, bem localizado (perto do centro histórico) e pessoal profissional e simpático, entre outros factores.





Não era época de calor mas mesmo assim o Pedro e o pai não resistiram a dar um mergulho na piscina, eu é claro, friorenta como sou, fiquei cá fora a registar o momento.




O percurso para o centro histórico fez-se a pé.  À entrada das muralhas da cidade encontra-se o Jardim da Porta da Vila.







Numa das árvores um passarinho cantava alegrando quem passava .....




Entrámos na cidade pela Porta da Praça de Armas, que foi erguida em conjunto com uma cinta de muralhas, no século XVI, com finalidades militares e de segurança, tendo sido remodelada no século XX.




Ao entrarmos, do lado direito da Praça d'Armas está o edificio "Conde de Ferreira", que originalmente foi uma escola do Ensino Primário, tendo funcionado até aos inícios da Década de 1970. Esta escola foi uma das 120 escolas construídas com o apoio financeiro de Joaquim Ferreira dos Santos, o Conde de Ferreira. Encontra-se lá agora a Sociedade Filarmónica Lacobrigense 1º de Maio.




Do lado oposto encontra-se a "Casinha da Água", um pequeno mas belo edificio onde se encontravam à venda vários artigos regionais.




O interior da cidade é práticamente todo pedonal e é um prazer percorrer as suas ruas.






Existem imensos restaurantes, bares, cafés e lojas. Reparámos que a grande maioria das pessoas que circulavam nas ruas eram turistas alemães, aliás encontrava-se um grupo bem grande de pessoal alemão no nosso hotel.






Fomos até à Praça Gil Eanes, onde se encontra os Paços do Concelho e a estátua de Dom Sebastião, escultura de João Cutileiro inaugurada em 1973.





É uma praça com muito comercio, animação de rua e muito movimento, as pessoas aproveitavam o dia de sol para passear e descansar. Nós fizemos o mesmo, passeamos e descansamos junto à Fonte das Oito Bicas, uma obra em calcário, da autoria de Rui Paula. Esta fonte representa a antiga Fonte Manuelina que no Século XVI que abastecia a população.





Seguimos até à Praça Infante D. Henrique, um bálsamo para o olhar.




Na Praça, a estátua do navegador olha o horizonte, parecendo esperar o regresso das suas naus. Obra de autoria do escultor Leopoldo de Almeida, foi inaugurada em 1960, na altura das comemorações dos 500 anos da morte do infante.




Aqui se encontra o antigo Mercado dos Escravos, espaço actualmente utilizado para exposições de arte.





Ao fundo da Praça está a  Igreja Santa Maria, foi construída em 1498 e sofreu restauros e ampliações nos sécs. XVI e XVII.




Lindíssima é a fachada do Armazém Regimental, edificio datado do século XVII, um testemunho de arquitetura militar de caráter utilitário e que era destinado a armazenamento.





Uma pausa para um momento de ternura, que sabe sempre tão bem ....




Na Avenida dos Descobrimentos, lembrando a antiga história de defesa e proteção da cidade encontram-se as muralhas do castelo de Lagos.



Junto às muralhas, no Jardim da Constituição, encontra-se a Estátua a Gil Eanes de autoria de Canto da Maia, é uma homenagem ao lacobrigense, escudeiro do Infante D. Henrique, que em 1434 dobrou o Cabo Bojador.




Na Avenida dos Descobrimentos uma gaivota deu um ar da sua graça, passando quando eu ia tirar uma fotografia.




Também aqui na Avenida se encontra o Monumento aos Navegadores Lacobrigenses, uma obra inaugurada em 1997 e de autoria de Xana.




Um dos nossos passeios foi à Ponta da Piedade. Há espera dos visitantes encontra-se o belo Farol da Ponta da Piedade, erigido entre 1912 e 1913, no local das ruínas da ermida de Nossa Senhora da Piedade.




Do alto da falésia, onde as formações rochosas chegam a atingir em certos locais 20 metros de altura, a vista é fabulosa.






Descemos as escadas esculpidas na rocha e fomos passear de barco para visitar a costa e as grutas.




Foi um passeio fantástico.







Entrámos em grutas onde reinava a escuridão e em locais cujo tecto se abria para o céu...






Passámos por debaixo de rochas ....






De perto ou longe os rochedos ...




Fizeram-nos sentir bem pequeninos perante a sua imponência ...








Ao largo, um veleiro rumava para outras paragens ao sabor do vento ...




Foi um passeio diferente e especial. A Ponta da Piedade é realmente um local de uma beleza extraordinária.




Adorei conhecer esta belissima zona do algarve. E como diz a inscrição no muro da Praça do Infante "Valeu a pena? tudo vale a pena se alma não é pequena" (Fernando Pessoa)..... Sim, Valeu sem sombra de dúvidas a pena visitar esta cidade. Vá VISITAR também!




Fontes: Wikipedia; http://www.cm-lagos.pt/
Fotos: Pessoais

Sem comentários:

Enviar um comentário

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.