terça-feira, 29 de abril de 2014

JANELAS DE MILÃO


Gosto imenso de JANELAS, podem ser simples ou artisticamente trabalhadas, mas todas elas nos permitem divagar de dentro para fora e de fora para dentro. Hoje vamos apreciar algumas das belissimas janelas que vi na minha visita a Itália. Neste post as JANELAS de MILÃO.






"Descobri uma lei sublime, a lei da equivalência das janelas, e estabeleci que o modo de compensar uma janela fechada é abrir outra, a fim de que a moral possa arejar continuamente a consciência." Machado de Assis






"Não nos libertamos de um hábito, atirando-o pela janela; é preciso fazê-lo descer a escada, degrau a degrau." Mark Twain 






"Existem manhãs em que abrimos a janela, e temos a impressão de que o dia está nos esperando." Charles Baudelaire







Conforme for falando das cidades que visitei em Itália irei mostrando as magnificas janelas que fui observei.


sábado, 26 de abril de 2014

VIAGEM A ITÁLIA - MILÃO




Em abril fomos passear até Itália. Visitamos algumas cidades e como gosto muito de colocar fotografias e para que os posts não fiquem muito grandes vou falando cidade a cidade. Começamos o nosso passeio por Milão.


Milão, é a segunda maior cidade de Itália e a capital da região da Lombardia. Centro da Moda, da arte e das Finanças. A nossa primeira paragem foi no Castelo Sforzesco, construído no século XV por Francesco Sforza.



O exterior






Passeando no seu interior









Fiquei encantada com os edificios, mesmo em frente ao castelo no topo de um edificio vejam como era tudo verdinho... Irei mostrar em separado as belissimas JANELAS de MILÃO.




Seguimos até à Piazza della Scalla, uma praça em frente ao famoso Teatro Scalla de Milão.




Aqui se encontra também a estátua de Leonardo Da Vinci esculpida em mármore pelo escultor Pietro Magni. Por baixo nos quatro lados da base, estão representados os principais seguidores de Leonardo: Marco D’Oggiono, Andrea Salário, Cesare Da Sesto e Boltraffio.



Ao fundo da praça fica a Galeria Vittorio Emanuelle II, o seu nome é uma homenagem ao primeiro rei de Itália. Construída no tempo da belle époque européia, por Guiseppe Mengoni, entre 1875 e 1877, possui diferentes entradas em forma de arcos.








Saímos para a Piazza del Duomo.





A primeira visão é a imponente e bela Catedral (Duomo di Milano). A sua construção começou em 1386 sob a iniciativa do arcebispo Antonio da Saluzzo, tendo sido dada como finalizada apenas em 1813. Tem 157 m de comprimento e 109 m de largura. O interior tem cinco naves com uma altura que chega aos 45 metros, dividida por 40 pilares. 






Foi a primeira vez que fizemos um circuito turístico organizado e adoramos. As pessoas do grupo eram super simpáticas e o guia que nos acompanhou, o Pedro Fonseca, era fantástico. A agência que utilizamos foi as "Viagens Abreu" do Centro Comercial Vasco da Gama, e o circuito era da Nortravel "Itália Clássica". Tudo devidamente organizado não havendo assim nenhuma preocupação, fez com que a nossa viagem fosse descontraída e muito agradável. 




Milão tem muito mais para ver mas para esta cidade o programa era apenas um dia. Fomos dormir em Brescia e a nossa próxima paragem seria em VERONA.


sexta-feira, 18 de abril de 2014

Elvas



Hoje vou continuar a falar do meu passeio de fim de semana dado em março. Já mostrei Vila Viçosa e Estremoz, hoje termino falando um pouquinho de Elvas.




Elvas alberga o maior conjunto de fortificações abaluartadas do mundo, as quais em conjunto com o centro histórico da cidade foram consideradas Património Mundial da Humanidade, título atribuído pela UNESCO a 30 de Junho de 2012. O primeiro foral foi-lhe outorgado em 1229 por D. Sancho II. Teve um novo foral em 1513, concedido por D. Manuel I de Portugal, que marcou a elevação de Elvas à categoria de cidade.




Começamos a nossa visita passeando pela Praça da República.







Ao fundo da Praça está a Igreja de Nossa Senhora da Assunção, que começou a ser erguida a partir de 1517.







A belissisma obra de talha dourada do órgão, foi atribuída ao italiano Pascoal Caetano Oldovini. 





Subindo a rua para o castelo encontramos o Pelourinho.





É um prazer percorrer as tranquilas e bonitas ruas, onde as barras amarelas alegram o nosso olhar.








Chegamos ao Castelo que data do reinado de D. Sancho II.







A vista lá do alto ...





Lá ao fundo está o Forte de Nossa Senhora da Graça, bem no alto do Monte da Graça. Foi mandado construir por D. José I.



O Fortim de S. Pedro



Os meus meninos ...




Descansando...




Vejam como o Pedro tem força ....




Descendo para ir apreciar a fonte de S. Lourenço, obra do engenheiro militar Valleré, mandada construir na segunda metade do séc XVIII.





Voltando à Praça da República e mesmo por baixo do Arco, encontra-se uma simpática lojinha de lembranças da região, a "M&ASouvenirs" onde o focus principal são belissimos artigos em cortiça. 




Do outro lado do Arco e paralela à Praça da Repúblia  mais uma bonita rua.






Vigiando o horizonte ...




A beleza e arte nos edificios.






Parando no Largo da Misericórdia para cumprimentar El Rei D. Manuel I






Capela Funerária da Misericórdia no Largo de Nossa Senhora das Dores.





Igreja do Antigo Hospital da Misericordia, datada dos inícios da segunda metade do século XVI é dedicada a Sta. Luzia.




Fonte da Misericórdia em mármore branco, a sua construção ficou a dever-se a Pero Vaz Pereira e foi construída em 1622.





Almoçamos ali perto no Restaurante "Onofre", um local bem simpático e onde se come bem, gostamos.




Depois do almoço contínuamos a nossa visita e eis que o leão da esquina quer morder o Pedro ....




Saíndo pela Porta de Elvas






Na Rua do Caminho de Elvas, encontra-se a Igreja de Nossa Senhora da Nazaré. É uma construção de 1592, e era na altura era chamada de ermida do Santo Calvário. 





E já de saída de Elvas eis o impressionante Aqueduto da Amoreira. Extende-se por cerca de oito quilómetros e liga o local da Amoreira à cidade de Elvas. 





O aqueduto, comporta um conjunto de diversas galerias, que numa primeira zona são subterrâneas, e ao nível do terreno são formadas por quatro arcadas sobrepostas, apoiadas em pilares quadrangulares e fortalecidas por contrafortes semi-circulares, perfazendo uma altura de trinta e um metros.




Para conhecer um pouco mais sobre esta belissima cidade pode visitar o site do Municipio de Elvas.

Texto Explicativo: Wikipedia
Fotos: Pessoal