quarta-feira, 27 de agosto de 2014

JANELAS DE ITÁLIA - o final - Roma




Da minha visita a Itália mostrei as janelas que vi em MILÃO,   VERONA e VENEZA, FLORENÇA, SIENA e ASSIS.  Hoje vou terminar mostrando as JANELAS que vi em ROMA.




Fiquei pensando em como a vida se pode comparar a uma janela. Umas vezes as janelas estão abertas interligando-se com o mundo exterior, outras elas se fecham quebrando essa comunicação. Assim é na vida, à alturas em que tudo à nossa volta parece aliar-se para tornar os nossos dias bem dificeis, nada corre bem e no meio do nosso caos, vamos fechando as janelas do nosso coração para o exterior que tanto nos magoa, procurando um caminho apenas no nosso interior. Nessas alturas somos envolvidos completamente pelo silêncio tortuoso dos nossos pensamentos e medos.






Mas o nosso isolamento não pode, ou não deve ser permanente, chega uma altura em que devemos repensar a nossa atitude de solidão, pois se mantivermos fechadas as janelas do coração, com medo de sofrer, com medo dos infortúnios, com medo do amanhã, não estamos realmente a viver, estamos apenas a deixar passar os dias por nós, e se há dias de fortes tempestades, também há outros de sol, de luz e de primavera ...




... e então vamos lentamente ganhando forças e gradualmente começamos a abrir as janelas da esperança em dias melhores...









E um dia, conseguimos abrir completamente as janelas do nosso coração, deixando novamente entrar a brisa dos novos amanheceres e a luz da esperança do dia presente. Viver um dia de cada vez e o melhor possível é o meu lema atual.

Umas vezes abertas, outras fechadas as janelas são a forma de nos conectarmos com a vida que nos rodeia.









No equilibrio do fechar e abrir as janelas do nosso coração para a vida,  reside o segredo de bem viver, mas conseguir alcançar esse balanço nem sempre é fácil.


terça-feira, 26 de agosto de 2014

JANELAS DE ITÁLIA



Hoje vou continuar a mostrar as lindas JANELAS, que vi na minha visita a Itália. Já mostrei as janelas de MILÃO,  de VERONA e VENEZA, e neste post vamos poder apreciar as janelas que vi em FLORENÇA, SIENA e ASSIS.







Por detrás de uma janela,  histórias de vida se vão construíndo...







Alegrias e tristezas,  dor e felicidade, risos e lágrimas, inundam cada casa e estão presentes por detrás de cada janela.




 


Mas as janelas também podem ter grades e aprisionar até os sonhos. Ao longo da vida os sonhos vão sendo construídos, alguns ganham asas e tornam-se realidades, outros, ficam para sempre presos nas grades da ilusão.





Quando abertas, permitem "arejar" a alma e o olhar. Fechadas, as janelas ajudam o silêncio interior a envolver-nos, permitindo os nossos pensamentos divagar perscutando o passado e imaginando o futuro.  E, quando o céu se reflete nelas, é  um convite para aproveitarmos o melhor possível o nosso dia.





Para terminar a minha "reportagem" fotográfica das JANELAS de Itália, irei num post futuro mostrar as JANELAS de ROMA.



sexta-feira, 22 de agosto de 2014

O Encanto das Casas Vitorianas

As Casas vitorianas são lindas, elegantes, muitas vezes de cores alegres e brilhantes, elas sempre me fascinaram. Hoje vamos divagar o olhar por algumas destas bonitas casas.


Foto: hqdesktop.net

Foto: hqwide.com

Foto: hqwide.com


Surgiram no reinado da rainha Victoria ( 1837-1901 ), tendo uma ampla gama de estilos arquitetónicos. A partir do início do classicismo herdado de Arquitetura da regência , o estilo italiano ganhou influência na década de 1840 e 1850 , e o estilo neogótico tornou-se predominante na década de 1880.


Foto: hqwide.com

Foto: hqwide.com

Foto: hqwide.com

Foto: www.scenicreflections.com


Em São Francisco, nos Estados Unidos, são bem conhecidas e estão entre as principais atrações da cidade as "Painted Ladies". A partir de meados da década de 1800 ao início do século XX, cerca de 50.000 casas em estilo vitoriano e eduardiano foram construídas nesta cidade. As "Painted Ladies" são pintadas em três ou mais cores embelezando ou melhorando os seus detalhes arquitetónicos.


Foto: 1ms.net

Foto: www.fallfade.com


As Casas vitorianas não têm um estilo único, elas podem apresentar um estilo adaptado aos materiais de construção locais e costumes, como acontece em Sydney , na Austrália, Melaka e na Malásia.


Foto: wall.alphacoders.com

Foto: www.1zoom.net

Foto: www.1zoom.net


Na arquitectura vitoriana o estilo Rainha Anne é o mais reconhecível, sendo de referir entre as suas principais características, as torres de canto, as janelas panorâmicas e um design bastante ornamentado.


Foto: hqscreen.com

Foto: hqscreen.com

Foto: www.scenicreflections.com



Fontes e Fotos: Wikipedia, www.scenicreflections.com; hqscreen.com; www.1zoom.net; wall.alphacoders.com; www.fallfade.com; 1ms.net; hqwide.com; outros net.