sábado, 4 de junho de 2016

Fim de semana na HOLANDA - Amesterdão




Como o meu marido viaja bastante em trabalho, vai acumulando "Milhas" que depois podem ser trocadas por exemplo, por viagens de avião. Foi o que fizemos e fomos passar um fim-de-semana a Amesterdão.





O voo saíu já tarde de Lisboa e chegamos de madrugada. A viagem de táxi para o hotel, foi relativamente rápida, ainda bem, porque era bem tarde, estavamos cansados e íamos levantar cedo para aproveitar ao máximo. Como podem ver na foto abaixo, no sabado de manhã, quando começamos a nossa visita, ainda haviam poucas pessoas na rua.




Tinhamos escolhido através do "Booking", o Hotel de Paris Amsterdam. Foi uma boa escolha, o hotel está perto do centro histórico, o pessoal era simpático, tinhamos um agradável pequeno almoço e o quarto era limpo e amplo.




Como habitualmente tiramos imensas fotografias, por isso vou dividir a minha "reportagem" por vários posts, mostrando um pouco, do muito que há para ver, nesta linda cidade.






O  tempo esteve sempre instável, com períodos de sol e de alguma chuva. A nossa primeira visita foi ao Jardim keukenhof.







Perto da hora do almoço voltámos ao centro de Amesterdão, saíndo em Museumplein (Praça dos Museus). Aqui se situam o Van Gogh Museum, o Stedelijk Museum e o Rijksmuseum, para além do famoso, "I am Amsterdam".






Seguimos depois em direção da Dam Square. Num dos topos da Praça está o Palácio Koninklik, ao lado a Igreja Nieuwe Kerk, do outro lado da rua práticamente em frente ao Palácio, encontra-se o National Monument e também ao redor da praça está o Museu de Madame Tussauds.








Dali fomos visitar a mais antiga igreja de Amsterdão, "Oude Kerk". Subimos à Torre para apreciar a cidade lá do alto.



 


A próxima paragem foi na Praça Nieuwmarkt. No topo está um edificio do século XV, o " The Waag". Foi originalmente um portão da cidade e parte das paredes de Amesterdão. O edifício foi utilizado como capela, museu, teatro, entre outros, hoje é um café restaurante.




Descendo junto ao canal na Kloveniersburgwal 26, está uma casa com uma bonita cornija, designada por "Kleine Trippenhuis", ou "casa do cocheiro do Sr. Trip".




Continuamos a percorrer as ruas da cidade, sendo a nossa próxima paragem na "Casa de Anne Frank" em Prinsengracht. Estivemos cerca de 1 hora na fila para entrar e para ajudar começou a chover granizo, mas tinhamos considerado ser uma visita obrigatória.




Quando saímos já era tarde, demos mais umas voltinhas e decidimos voltar ao hotel.




Estavamos na Praça Dam e até ao nosso hotel era mais ou menos 30 minutos a andar, como estavamos bastante cansados (principalmente eu) pois tinhamos andado o dia todo, fomos até uma praça de taxis para apanhar um. Aqui surgiu um problema, o primeiro taxista da fla, quando soube para onde íamos, disse que não conhecia o local e que era melhor ser o colega que estava atrás. Lá fomos nós falar com o taxista de trás, indicando o hotel, este, comentou logo que o colega que estava à frente, sabia muito bem onde era, e tinha de ser ele a levar-nos. Penso que toda esta questão, se prendia com o facto, de eles considerarem ser um percurso curto e não nos querem levar por isso. O meu filho, era de opinião que o táxi da frente nos devia levar e eu achei ser melhor não insistir com o taxista. Estávamos a ver no mapa ( mais ou menos às 23:45h ) qual a melhor rua para seguirmos para o hotel, quando apareceu um "Táxi bicicleta" que nos perguntou se queriamos ir a algum local. Indicamos o hotel e ele disse que sabia onde era e  nos levava. Íamos bem apertadinhos, pois o "atrelado" que eles têm é só para 2 pessoas e nós somos 3, mas o importante era chegar ao hotel sem ser a andar. Não foi um episódio nada bonito, mas felizmente foi o único desagradável a apontar da nossa estadia em Amesterdão.




 No domingo de manhã fomos até lindíssima Zaanse Schans, a vila dos Moinhos.





Voltámos perto da hora de almoço mas antes de almoçar ainda fomos fazer um passeio pelos canais.





Após o almoço, regressamos a pé ao hotel, passeando e apreciando uma vez mais os lindo edificios junto aos canais.





Paragem para ver o Bloemenmarkt, o mercado flutuante  de flores. Estava à espera de encontrar um mercado de flores naturais, também havia sim, mas grande parte das lojinhas eram de bolbos.




Andamos mais um pouco e chegamos ao hotel. Estava na hora de ir para o aeroporto e regressar a casa. Foi um fim de semana cansativo sim, mas extraordináriamente enriquecedor, adorámos conhecer um pouquinho desta  bela cidade, AMESTERDÃO.





Irei futuramente mostrar em pormenor alguns dos locais que visitámos. O próximo post será sobre o magnifico jardim das tulipas o Jardim keukenhof.

Fotos: Pessoais

5 comentários:

  1. Boa noite, querida Maria!
    Fico muito feliz ao ver famílias felizes com seus amados passeando por lugares belíssimos.
    Bjm muito fraternal

    ResponderEliminar
  2. Que beleza Maria, foi um belo fim de semana, Amesterdão é linda, uma beleza, gostei das fotos,
    muito bem tiradas, espero por mais...bjs e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  3. Melhor não pode haver!
    Excelentes fotos, Parabéns e obrigada pela partilha.

    Beijo e um excelente sábado.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Olá Maria.
    Essa pode ser chamada de "A Grande Reportagem Fotográfica". Que passeio espetacular, Maria. Parabéns a todos que participaram dessa reportagem.
    Abraço.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.