sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Jardim Botânico de Nova York




Um dos passeios que fizemos quando estivemos de férias em Nova York foi ao Botanical Garden of New York.








Criado em 1891, este Jardim foi um dos primeiros Jardins Botânicos dos Estados Unidos, ocupando uma área de mais de um milhão de metros quadrados no Bronx Park. Foi considerado Marco Histórico Nacional em 1967.






Quando chegamos estava o começar um espetáculo de sapateado, foi espetacular.




Começamos a nossa visita pelo Conservatório Enid A. Haupt. Existem lá dentro várias estufas, abrangendo vários tipos de ambientes, das mais diferentes partes do mundo, desde florestas tropicais, desertos, plantas carnívoras e plantas aquáticas.















Os Nenufares dos Jardins aquáticos









Junto ao Conservatório encontra-se o Jane Watson Irwin Perennial Garden, desenhado por Lynden B. Miller, o Jardim é uma exuberante e vasta paleta de cores.










Existem mais de 30 mil árvores algumas delas centenárias. Entre elas estão os carvalhos, as coníferas, as cerejeiras e os plátanos.






Apanhamos um pequeno comboio que circula pelo Jardim Botânico. No centro do Jardim estão 200 mil m2 de bosques virgens, que representam a última porção da mata original que cobria toda a cidade de Nova Iorque, antes da chegada dos colonos europeus no século XVII.




Esta floresta nativa é cortada pelo rio Bronx possuindo ao longo de sua margem um velho moinho datado de cerca de 1840.








Biblioteca LuEsther T. Mertz, uma importante biblioteca de botânica e horticultura.
















Fotos: Familía Rodrigues ( António, Pedro e Maria )
Texto explicativo: Wikipedia

2 comentários:

  1. Fico sempre fascinada com tanta beleza! Parabéns

    Beijos, bom fim de semana

    ResponderEliminar
  2. Belíssimo, MR!!
    Produz tanto, que tenho muita dificuldade em acompanhá~la,
    o que muito lamento...
    Beijinho,
    ~~~~

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.