terça-feira, 19 de setembro de 2017

KYOTO - Heian Shrine Temple




Kyoto é uma cidade fascinante, quando estivemos lá de férias o primeiro templo que visitámos e um dos que mais gostei foi o:

Heian Shrine Temple




O Santuário Heian-Jingu é um templo xintoísta construído em 1895 para o 1.100º aniversário de Heiankyō (o antigo nome de Quioto), em homenagem ao fundador Kanmu e a Komei (1831-1867), o seu último imperador. O portal torii em frente do portão principal é um dos maiores do Japão, construído em 1929, tem 24,2 metros de altura,e 33,9 metros de comprimento.





Entramos para um espaço muito amplo ao redor do qual estão os edifícios do Santuário.




A estrutura da entrada vista da parte de dentro do templo.






A água para o ritual da purificação.










Entrando nos jardins




O santuário está rodeado de jardins e ocupa uma área total de 33.000 m2.




Existem mais de 20 tipos de cerejeiras plantadas, como fomos na primavera estavam lindas todas floridas.




Começamos o nosso passeio pelo Jardim do Sul, o Minami Shin'en. Este jardim é um jardim de estilo Heian. O jardim contém um jardim menor chamado Heian-no-sono com plantas e flores que aparecem em obras literárias do período Heian.










O lago Byakko-ike no jardim do Oeste, o  Nishi Shin'en.






No jardim do meio, o Naka Shin’en o Pedro e a Diana passaram para a outra margem da lagoa Soryu-ike, pela passadeira de pedras, Gary-kyo. O Garyu-kyo, é uma passagem que consiste nos pilares de pedra que serviram uma vez como pedras de fundação para as vigas de Sanjo Ohashi e Gojo Ohashi, pontes famosas no centro da cidade de Kyoto.


 


O jardim Higashi Shin’en (Jardim do leste) foi construído no início da década de 1910. No centro do jardim, há uma linda lagoa chamada Seiho-ike.






O Higashi Shin’en contém dois elegantes edifícios de estilo antigo - o Taihei-kaku e o Shobi-kan.





O Taihei-kaku (Ponte da Paz)




 







Estava na hora de ir embora e continuar a descobrir as maravilhas de Kyoto.







Fotos: Pessoais
Texto explicativo: Wikipedia


5 comentários:

  1. É de facto uma maravilha . E a fotos estão óptimas .Muito obrigada pela partilha e
    também pela visita .
    Continuo encantada com essa fofinha , que na primeira foto parece um adereço da mesma , a nível de côr .

    Um beijo e que continue com vontade e força para tão belos programas ,
    Maria

    ResponderEliminar
  2. Muito bem! Adorei mais uma reportagem fotográfica que no enche o coração, com tanta beleza!!

    (Família lindíssima)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Linda Maria!... "Você é que é feliz!..." Viajas com a família e não sentes saudades nem pressa do retorno... Lindíssimas imagens integradas aos sorrisos felizes de teus belos familiares. Parabéns, Maria! Ao ver as cerejeiras em flor, lembrei do mais belo haicai da arte literária secular japonesa: "E a mãe levava o filho cego pelas mãos para que ele visse as cerejeiras florescerem." Grato pelas palavras de elogios aos meus versos no meu espaço. Tudo de bom, Maria! Felicidade a ti e aos teus. Laerte.

    ResponderEliminar
  4. Que maravilha de viagem, essas flores rosas (não lembro do nome agora) são típicas lá do oriente. Lindas!
    És uma mulher viajada, Maria!!!
    Beijos.

    ResponderEliminar
  5. Que lugar lindo Maria, esta sintonia da flora e fauna num exuberante jardim que se subdivide.
    Adorei a postagem.
    Abraços e grato sempre.
    Bjs de paz.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.

Topo