sábado, 25 de janeiro de 2014

Divagar pelas Ilhas Faroé


As Ilhas Faroé ou Féroe são um território dependente da Dinamarca, localizado no Atlântico Norte entre a Escócia e a Islândia.


Foto: www.flickr.com_Erik Christensen


O arquipélago cobre uma área de 1.399 quilômetros quadrados, não tem grandes lagos ou rios e é formado por 18 ilhas princiais e outras mais pequenas. A única ilha desabitada mais significativa é Litla Dímun.


Foto: www.flickr.com_Erik Christensen

Foto: www.flickr.com_Erik Christensen

Foto: www.flickr_Erik+Christensen


São de origem vulcânica, dominadas por lava de basalto toleítico, que fazia parte do Planalto grande Thulean durante o período Paleogeno.


Foto: www.flickr.com_Erik Christensen


Fazem parte da área do Atlântico Norte, que se estende da Irlanda para a Groenlândia. São ilhas robustas e rochosas, com alguns picos, as suas costas são na sua maioria falésias.


Foto: www.flickr.com_Erik Christensen


O ar é incrivelmente fresco e é impressionantemente verde a grama que cobre as ilhas por todos os caminho até as montanhas mais altas, dando a sensação de um país vestido de verde.


Foto: www.flickr.com_Erik Christensen
 
Foto: www.flickr.com_Erik Christensen 

Conjuntamente com o verde da paisagem o colorido das casas encanta o olhar.


Foto: www.flickr.com_Erik Christensen

Foto: www.flickr_Erik+Christensen


A fauna é caracterizada pela localização remota das ilhas no Oceano Atlântico Norte, a fauna terrestre é pobre em espécies, mas inclui relativamente muitas aves marinhas e animais marinhos. Algumas sub-espécies e raças são endêmicas. Moscas, traças, aranhas, besouros, lesmas, caracóis, minhocas e outros invertebrados pequenos fazem parte da fauna indígenas destas ilhas. Todos os mamíferos terrestres foram introduzidos pelo homem. 


Foto: www.flickr.com_Erik Christensen

Foto: www.flickr_Erik+Christensen

Foto: www.flickr_Erik+Christensen

Foto: www.flickr.com_Erik Christensen


A vegetação natural das Ilhas Faroé é composta de mais de 400 espécies de plantas diferentes. A maioria da área da planície é pastagens e alguns é urze principalmente Calluna vulgaris . A natureza feroesa é caracterizado pela quase ausência de árvores. 


Foto: www.flickr_Erik+Christensen

Foto: wikipedia_Stig+Nygaard 
 
Foto: www.flickr_Arne List

Na ilha maior - Streymoy - encontra-se a capital, Tórshavn. As terras mais próximas são as ilhas mais setentrionais da Escócia (Reino Unido), que ficam a sul-sueste, e a Islândia, situada a noroeste.


Foto: www.flickr.com_Erik Christensen

Gásadalur está localizada no lado oeste de Vágar, e goza de uma vista panorâmica extraordinária sobre a ilha de Mykines. Aqui se localiza uma incrível queda e água.


Foto: Wikipedia_Anne 
 
Foto: www.flickr.com_Thorbjorn Riise Haa-gensen

Foto:www.trekearth_Pait


A vila tem sido ameaçada de despovoamento, pois é de difícil acesso, para resolver o problema, foi aberto um túnel através das montanhas em 2004.

Foto: www.flickr.com_Erik Christensen


Funningur
Está localizado na costa noroeste de Eysturoy. Para o oeste da vila ergue-se a montanha mais alta nas Ilhas Faroe, Slættaratindur (882m).


Foto: wikipedia_Vincent+van+Zeijst

Foto: www.flickr.com_Erik Christensen

Suðuroy
Suðuroy (literalmente a ilha do sul) é a mais meridional das Ilhas Faroés. O ponto mais alto de Suðuroy é a montanha de Gluggarnir (610 m), mas o cume mais famoso é, sem dúvida, o da montanha de Beinisvørð, a oeste de Sumba.


Foto: www.flickr.com_Erik Christensen

Foto: www.flickr_Erik+Christensen


Tórshavn
Tórshavn é a capital das Ilhas Feroe. O nome significa Porto de Thor. Os feroeses normalmente referem-se a capital somente por Havnin, que significa "O Porto".


Foto: www.flickr_Erik+Christensen

Foto: www.flickr.com_Erik Christensen

Foto: www.flickr.com_Erik Christensen


Gjógv
Gjógv é uma vila localizada no extremo nordeste da ilha de Eysturoy, a 63 km ao norte de estrada da capital Tórshavn. Tem um dos melhores portos naturais das Ilhas Faroé, no entanto, os barcos precisam ser puxados para cima por uma rampa para ser seguro. O desfiladeiro é um local com uma excelente paisagem natural. A vila recebe o seu nome a partir do desfiladeiro.


Foto: www.flickr.com_Erik Christensen 

Foto: www.flickr_Erik+Christensen

Foto: www.flickr.com_Erik Christensen

Foto: www.flickr.com_Erik Christensen


Porkeri
A cidade de Porkeri situa-se na costa oriental da ilha de Suðuroy. Constitui uma comuna com o mesmo nome, encontrando-se a nordeste do fiorde Vágsfjørður, entre Vágur e Hov.


 Foto: www.flickr.com_Erik Christensen 

Foto: www.flickr.com_Erik Christensen

Kirkjubøur
Kirkjubøur é a cidade mais ao sul em Streymoy, e o mais importante sítio histórico do país. Está localizado na costa oeste e tem vista para as ilhas Hestur e Koltur. Das suas atrações é de referir as Ruínas da Catedral de Magnum. Foi construído pelo bispo Erlendur no ano de 1300, mas a sua construção nunca foi concluída. O edifico nunca teve um telhado. A Catedral Magnus é o maior e mais belo edifício medieval, nas Ilhas Faroe.


Foto: www.flickr.com_Erik Christensen 

Foto:wikipedia_Vincent+van+Zeijst

Foto: www.flickr.com_Morus_Kirkjub


Saksun
Saksun é uma aldeia perto da costa noroeste da ilha Streymoy. Encontra-se no fundo do que costumava ser uma entrada do mar, cercada por altas montanhas. A entrada formou uma bom e profundo porto natural, até que uma tempestade bloqueou a entrada de areia. Isso fez com que o antigo porto se torna-se numa lagoa de água salgada apenas acessível por pequenas embarcações na maré alta.


Foto: www.flickr.com_Erik Christensen


Para perfeita integração numa paisagem verde e bela até por vezes os telhados são de erva.



Foto: www.flickr.com_Erik Christensen

Foto: www.flickr.com_Erik Christensen


Para divagar o olhar pelas suas lindas Igrejas …. Ver em …. “Divagar pelas igrejas de Faroe islands”


Fontes e Fotos: Wikipedia; http://www.faroeislands.com/; http://www.visitfaroeislands.com/about-the-faroe-islands/location-and-size/; http://www.flickr.com/; http://www.faroeislands.com/; outros net


 Foto: www.flickr.com_Jákup

Não podendo conhecer ao "vivo" todos os incriveis locais do nosso planeta, podemos sempre viajar através de fotografias e de texto. A net é o meu meio de alargar os horizontes, de conhecer sitios muitas vezes longínquos, outras bem mais pertinho, mas sempre locais com uma beleza muito especial e própria que encantam o olhar e ajudam a aliviar a alma das agruras que por vezes me atormentam. O meu sincero OBRIGADO a todos os fotografos que permitem a todos nós divagar.


6 comentários:

  1. Olá Maria,

    Estas Ilhas são o paraíso na terra.
    Verdadeiro espetáculo em termos de natureza. As casinhas coloridas são um encanto.
    Vi as Igrejas na postagem anterior. Lindas!
    Imagens belíssimas. Amei esta viagem.

    Espero que tudo se normalize por aí, com pronta recuperação de sua mãe. Doença em família nos tira o equilíbrio.
    Que tudo fique bem!

    Beijo.

    ResponderEliminar
  2. Olá Maria !!!
    uma bela viagem,através destas belas fotos...Gostei!!!
    Beijinhos de carinho e amizade,
    Lourenço

    ResponderEliminar
  3. Olá, Maria, mais um "Viajando com Maria!"
    Muito obrigada pela partilha. Sei o quanto dá trabalho coletar essas lindas fotos e elaborar o texto. Mas sempre vale!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  4. Adoro viajar contigo. O teus Roteiros são preciosos para elevar o Espírito. Se á Céu na Terra, ele está por aqui.
    Parabéns pela selecção.


    Beijos


    SOL

    ResponderEliminar
  5. Oi, Maria!

    Que lugar mais lindo!
    Eu vivo em Copenhague, mas nunca fui para as Ilhas de Faroé.

    parabéns pelo post. Tudo perfeito!
    Beijo grande

    ResponderEliminar
  6. As imagens publicadas aqui no Blog fazem-me lembrar alguns locais na Islândia, país que acabei de visitar há 2 dias. Sem dúvida que estas ilhas no norte da Europa oferecem motivos de interesse incomum pelas suas magnificas paisagens,onde a natureza está praticamente protegida.

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.