quinta-feira, 25 de abril de 2019

Praça Vermelha - Moscovo


Praça Vermelha - Moscovo


Continuando a mostrar a minha viagem aos "Países Báltico e Rússia", hoje vamos fazer uma breve paragem em Moscovo para visitar:

Praça Vermelha em Moscovo



Muito conhecida pelos grandes desfiles militares, a Praça Vermelha pode ser considerada como a praça central de Moscovo. O seu nome não deriva da cor dos tijolos ao seu redor, nem da associação da cor vermelha ao comunismo, o nome surgiu porque a palavra russa красная (krasnaya) pode significar tanto "vermelho" como "bonito". A Praça Vermelha, a Catedral de S. Basílio e o Kremlin fazem parte do Património Mundial da UNESCO desde 1990.


Catedral de São Basilio


Alguns PONTOS TURISTICOS ao seu redor:

Catedral de S. Basílio

A maravilhosa Catedral de S. Basílio, ou Catedral da Intercessão da Santíssima Theotokos, é o ícone da cidade e encontra no extremo sudeste da Praça Vermelha em frente à Torre do Kremlin. É uma catedral ortodoxa russa, tendo sido a sua construção ordenada pelo Czar Ivan o Terrível para comemorar a conquista de Kazan, que realizou entre 1555 a 1561. É composta por 8 capelas ao redor do Templo principal (a torre mais alta), a Capela da Intercessão. As suas cúpulas com cores vibrantes e de diferentes texturas, são absolutamente magnificas. No jardim em frente está uma estátua de bronze, erguida em honra a Dmitry Pozharsky e Kuzma Minin, que reuniram voluntários para o exército que lutou contra os invasores polacos durante o período conhecido como Tempos de Dificuldades.

Catedral de S. Basílio - Moscovo

Catedral de S. Basílio - Moscovo

Catedral de S. Basílio - Moscovo


Museu Histórico do Estado

No lado oposto à Catedral de S, Basílio, no outro extremo da praça, fica o Museu de História do Estado. Construído por ordem do Imperador Alexandre II, o Museu abriu em 1872 e alberga uma vastíssima colecção de peças e documentos de diferentes períodos da historia da Rússia. Do lado oposto à Praça Vermelha, na frente da entrada do Museu Histórico está a estátua do Marechal Georgy Konstantinovich Zhukov, erguida em 1995.



Museu Histórico do Estado - Moscovo


Portão da Ressurreição

Entre o Museu Histórico de Moscovo e a Antiga Perfeitura está o Portão da Ressurreição, que é uma das entradas para a Praça Vermelha. O seu nome refere-se à representação da ressurreição de Jesus Cristo, imagens que se encontram por cima dos arcos. É constituído por duas torres gémeas que no seu topo possuem águias douradas de duas cabeças. Do lado contrário à Praça Vermelha, entre as duas torres encontra-se um pequeno edifico azul, é a Capela de Iveron. 


Portão da Ressurreição - Moscovo

Portão da Ressurreição - Moscovo


Antiga Perfeitura de Moscovo

A leste do Museu Histórico do Estado e do outro lado do Portão da Ressurreiçao está o edifico da antiga prefeitura de Moscovo. Uma obra do arquiteto Dmitry Chichagov, é um edifício ornamentado de tijolos vermelhos, um edificio notável na história da arquitetura como um híbrido único dos estilos neo-renascentista e russo. 


Antiga Perfeitura de Moscovo


Catedral de Kasan

No canto nordeste da Praça Vermelha, fica a Catedral de Kasan também conhecida como a "Catedral de Nossa Senhora de Cazã", uma igreja ortodoxa russa.


Catedral de Kasan - Moscovo

Catedral de Kasan - Moscovo


Centro Comercial GUM

O Centro Comercial GUM foi construído entre 1890 e 1893 por Alexander Pomerantsev e Vladimir Shukhov. A sua fachada estende-se por 240 metros ao longo do lado leste da Praça Vermelha. É um espaço muito elegante e luxuoso onde se encontram representadas as grandes marcas mundiais. O edificio apresenta uma combinação de elementos do Revivalismo russo com uma estrutura de aço com um teto envidraçado.


Centro Comercial GUM - Moscovo

Centro Comercial GUM - Moscovo


Mausoléu de Lenine

Localizado na Praça Vermelha, junto aos muros do Kremlin mas do lado de fora, encontra-se o Mausoléu de Lenine, onde o corpo do líder fundador da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, Vladimir Ilitch Uliano se encontra exposto. Quando fomos não foi possivel visitar, pois grande parte da praça encontrava-se vedada para comemorações militares.


Mausoléu de Lenine - Moscovo


Kremlin

Localiza-se nas margens do rio Moskva, com a Catedral de São Basílio e a Praça Vermelha a leste e o Jardim de Alexandre a oeste. Esta fortaleza amuralhada dentro da cidade, foi mandada construir pelo czar Ivan III. Ao longo da muralha existem várias torres de vigilância e no interior do Kremlin, encontram-se várias edificações entre elas cinco palácios e quatro catedrais.


Kremlin - Moscovo

No interior das muralhas do Kremlin - Moscovo


Texto explicativo: Wikipedia e outras fontes Net
Fotos: Pessoais

quarta-feira, 17 de abril de 2019

ESTAÇÕES de Metro de MOSCOVO


ESTAÇÕES de Metro de MOSCOVO


Na nossa Viagem aos "Países Bálticos e Rússia", uma das cidades que visitamos foi Moscovo. Hoje, vou mostrar um dos seus pontos turísticos, que tivemos o prazer de conhecer.

As belas estações de Metro de MOSCOVO


O metro de Moscovo, conhecido como Palácio Subterrâneo, foi inaugurado na Era Stalin em 1935, sendo o maior do mundo por densidade de passageiros, transportando por volta de três mil milhões de pessoas por ano, cerca de 9,2 milhões de pessoas por dia. A sua rede é composta de 206 estações, distribuídas por 12 linhas através de 346 km. As estações são um espectáculo, autênticas obras de arte.


ESTAÇÕES de Metro de MOSCOVO

O tempo disponível, deu apenas para fazer uma visita guiada a sete estações. Fica aqui uma pequena reportagem sobre elas.

Ploschad Revolutsii

A estação de Ploschad Revolutsii foi inaugurada em 1938, tendo sido projectada pelo arquiteto Alexey Dushkin. Apresenta arcos de mármore vermelho e amarelo apoiados em postes baixos, tendo em frente mármore negro arménio. Cada arco é flanqueado por um par de esculturas de bronze de Matvey Manizer, representando o povo da União Soviética, incluindo soldados, atletas, escritores, aviadores, trabalhadores industriais e escolares. Há um total de 76 esculturas na estação.
Curiosidade: Para dar sorte, algumas pessoas têm o hábito de passar a mão sobre algumas estátuas, ficando nesses locais a bronze mais claro. Pelo que percebi, a preferida é a estátua de um soldado com um cão.


Ploshchad Revolyutsii (Moscow Metro)

Ploshchad Revolyutsii (Moscow Metro)


Kievskaya

Foi construída sob a supervisão do líder soviético Nikita Khrushchev, que pretendia homenagear a sua pátria ucraniana. É decorada com mármore branco e as suas colunas são encimadas por grandes painéis de mosaicos, celebrando a unidade russo-ucraniana, sendo uma obra de A.V. Myzin. Tanto os mosaicos como os arcos entre os pilares são delimitados por elaborados acabamentos dourados.


Kiyevskaya  (Moscow Metro)

Kiyevskaya (Koltsevaya line)

Teatralnaya

A estação está localizada a uma profundidade de 33,9 metros, tendo sido o seu arquiteto Ivan Fomin. A abóbada do salão central é decorada com caixões e baixos-relevos de majólica por Natyla Danko no tema das artes de teatro da URSS, fabricadas pela fábrica da porcelana de Leningrado. Esses baixos-relevos são uma série de catorze figuras diferentes, cada uma representando música e dança de várias nacionalidades da União Soviética. As séries incluíram a Armênia, Bielorússia, Geórgia, Cazaquistão, Rússia, Ucrânia e Uzbequistão.


Teatralnaya (Moscow Metro)


Mayakovskaya

O seu nome, assim como o design, é uma referência a Vladimir Maiakovski. Foi projetada pelo arquiteto Alexey Dushkin e inaugurada em 1938. Durante a construção foram utilizadas as técnicas mais modernas da época. A arquitetura art déco de Alexey Dushkin baseou-se num futuro soviético, previsto pelo poeta Mayakovsky. A estação apresenta colunas aerodinâmicas enfrentadas com rodonita de aço inoxidável e rosa, paredes brancas de mármore Ufaley e cinza Diorito, um piso de mármore branco e rosa e 35 nichos, um para cada abóbada. Rodeado por luzes de filamento, há um total de 34 mosaicos de teto de Alexander Deyneka representando "24 Horas na Terra dos Soviéticos"


Mayakovskaya (Moscow Metro Station)

Mayakovskaya (Moscow Metro Station)


Park Pobedy

Park Pobedy localizada no Parque da Vitória fica a 84 metros do subsolo, sendo a estação de metro mais profunda de Moscovo. Contém as escadas rolantes mais longas da Europa, cada uma com 126 metros de comprimento e 740 degraus. A estação é adornada com dois grandes mosaicos por Zurab Tsereteli representando a Invasão Francesa de 1812 da Rússia (no final da plataforma de entrada) e a Segunda Guerra Mundial (na plataforma de saída).


Park Pobedy (Moscow Metro)


Komsomolskaya (Circle Line)

Esta estação possui um belíssimo tecto barroco em amarelo, com frisos acompanhantes, pintados de branco e elegantes arcadas de mármore. A plataforma é iluminada por imponentes e belos candelabros. O tema do design, a luta histórica russa pela liberdade e independência, é expressa em oito grandes mosaicos de teto de Pavel Korin. No final da plataforma é um busto de Vladimir Lenin sob um arco decorado com desenhos florais dourados e o brasão de armas da União Soviética


Komsomolskaya Station

Komsomolskaya Station


Novoslobodskaya

Novoslobodskaya foi inaugurada em 30 de janeiro de 1952. Alexey Dushkin, foi o arquiteto da estação, que em 1948, com a ajuda do jovem arquiteto Alexander Strelkov, Dushkin encontrou o renomado artista Pavel Korin, que concordou em compor as obras de arte dos painéis. É conhecido pelos seus 32 painéis de vidro colorido, que são o trabalho dos artistas letões E. Veylandan, E. Krests e M. Ryskin. Cada painel, cercado por uma elaborada borda de latão, é colocado em um dos postes da estação e iluminado por dentro. Seis dos painéis de vitrais retratam pessoas de diferentes profissões, músico, engenheiro agrónomo e arquitecto. Os restantes 26 painéis contêm padrões geométricos e estrelas intrincados. Tanto os pilares quanto os arcos pontiagudos entre eles são revestidos de mármore rosado de Ural e revestidos de latão. No final da plataforma é um mosaico de Pavel Korin intitulado "Paz em todo o mundo".


Novoslobodskaya Station

Novoslobodskaya Station


Ficámos encantados, todas elas eram maravilhosas.

Texto explicativo: Wikipedia;
Fotos: Pessoais

sábado, 13 de abril de 2019

Ericeira Mar e Surf




Olhares da Ericeira







Fotos: Pessoais


quarta-feira, 10 de abril de 2019

Catedral Naval de S. Nicolau




A Catedral Naval de S. Nicolau (Nicholas Naval Cathedral) é uma importante e bela catedral ortodoxa barroca na parte ocidental do centro de São Petersburgo, na Rússia. Sempre esteve intimamente associada à Marinha Russa.




A igreja foi construída na margem do Canal Kryukov entre 1753 e 1762, sob as ordens pessoais do príncipe Golitsyn, que a ofereceu à Imperatriz Elisaveta Petrovna para transformá-la no templo de São Nicolau dos Milagres – protetor dos marinheiros – em homenagem às conquistas da frota russa. Foi um projeto de Savva Chevakinsky, o principal arquiteto da Marinha Russa, no lugar de uma antiga igreja de madeira. 




A Catedral  consiste de duas igrejas separadas. A igreja principal é dedicada a São Nicolau (santo padroeiro dos marinheiros) e está localizada no primeiro andar, enquanto a parte alta da Igreja da Epifânia fica no segundo andar. Ambas as igrejas são ricamente decoradas com molduras e colunas coríntias. O altar da igreja superior foi consagrado na presença de Catarina, a Grande. O principal santuário da catedral é um ícone grego de São Nicolau feito no século XVII com uma parte de suas relíquias que está localizado na igreja inferior. Pode acomodar até 5.000 pessoas.





A torre sineira foi erguida entre 1755-1758. É independente da Catedral e possuí quatro andares com uma torre alta dourada. 




É uma Catedral belíssima com as suas fachadas azuis, decorada por colunas coríntias brancas e com cinco espetaculares cúpulas douradas. 






Texto explicativo: Wikipedia
Fotos: Pessoais




domingo, 7 de abril de 2019

Céu e Mar do Estoril


Céu e Mar do Estoril - Cascais


De um dos meus passeios pela Avenida Marginal (Cascais), deixo hoje estes "olhares":


Céu e Mar do Estoril



Céu e Mar do Estoril - Cascais

Céu e Mar do Estoril - Cascais

Céu e Mar do Estoril - Cascais

Céu e Mar do Estoril - Cascais

Céu e Mar do Estoril - Cascais

Céu e Mar do Estoril - Cascais


"Seja como as ondas do mar, que mesmo quebrando contra os obstáculos, encontram força para ... recomeçar." S. Bambarèn

Fotos: Pessoais

Topo