quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

Nova York e Pensilvânia




No final de outubro, o meu marido foi aos EUA em trabalho e quando regressou partilhou comigo as fotografias que ele e os colegas tinham tirado. Hoje proponho fazermos uma viagem (virtual) através dos seus "olhares".

Nova York e Pensilvânia


Nova York





Lago Wallenpaupack em Benton - Pensilvânia





 Lopez - Pensilvânia



Dallas - Pensilvânia




Scranton - Pensilvânia



Harveys - Pensilvânia



Fotos: António e colegas


sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Visita ao Museu Hermitage ( São Petersburgo )


Museu Hermitage ( São Petersburg )


Das minhas férias a S. Petersburgo deixo hoje alguns "olhares" da nossa visita ao:

Museu Hermitage


Localizado às margens do rio Neva em S. Petersburg na Rússia, o Hermitage é um dos maiores e mais importantes museus do mundo. A sua construção iniciou-se em 1754 e a primeira obra foi adquirida pela Imperatriz Catarina II em 1764. Possui um impressionante acervo que inclui um mundo imenso e diversificado de obras de arte, que vai desde pinturas, cerâmicas, esculturas, móveis, vasos, jóias entre outros, são mais de três milhões de peças, desde a pré-história até aos nossos tempos.


Museu Hermitage ( São Petersburg )

Museu Hermitage ( São Petersburg )


Está distribuído por dez edifícios ao longo do rio Neva, dos quais sete constituem por si mesmos monumentos artísticos e históricos de grande importância. Os edifícios que actualmente ocupam o museu são: o Palácio de Inverno, o Pequeno Hermitage, o Grande Hermitage, o Novo Hermitage e o Teatro do Hermitage. Neste conjunto o papel principal cabe ao Palácio de Inverno, que foi a residência oficial dos Czares quase ininterruptamente desde sua construção até a queda da monarquia russa.

Divagando pelo Museu

Museu Hermitage ( São Petersburg )

Museu Hermitage ( São Petersburg )
 
Museu Hermitage ( São Petersburg )

  Museu Hermitage ( São Petersburg )

Museu Hermitage ( São Petersburg )


  • Palácio de Inverno
É o maior e mais importante dos prédios do Hermitage, a sua construção empregou cerca de 4.000 pessoas e utilizou os melhores materiais disponíveis, trazidos de diversos locais. Tem um estilo barroco, concebido em proporções imponentes com fachada movimentada por uma variedade de elementos arquitectónicos, e com luxuriante decoração interna e externa.


Museu Hermitage ( São Petersburg )

Museu Hermitage ( São Petersburg )


Alguns dos seus imensos pontos de interesse:

Jordan Staircase
A escadaria principal ou a "Jordan Staircase" do palácio de inverno é assim chamada porque na festa da Epifania, o Csar desceu essa escadaria imperial preparado para a cerimónia de "Benção das àguas" do rio Neva, uma celebração do batismo de Cristo no rio Jordão. A escadaria é uma das poucas partes do palácio que mantém o estilo original do século XVIII. As imponentes colunas de granito cinza foram adicionadas em meados do século XIX.


Museu Hermitage ( São Petersburg )

Museu Hermitage ( São Petersburg )


Sala de Pedro o Grande ou Sala Pequena do Trono
Foi concebida em 1833 por Auguste Montferrand e restabelecida quase integralmente por Vassili Stassov depois do incêndio. Aqui se encontra uma preciosidade histórica, o trono da Imperatriz Anna Ioánnovna, feito pelo mestre N. Clausen em Londres 1731. A sua base de madeira está recoberta com peças de prata dourada e no espaldar está o Brasão d'Armas da Rússia bordado com fios de prata.


Museu Hermitage ( São Petersburg )


Capela Grande
Um projecto de Bartolomeu Rastrelli, obteve em 1807 o estatuto de catedral.


Museu Hermitage ( São Petersburg )


Sala dos Escudos de Armas (Armorial Hall)
Foi projetada por Vasily Stasov no final da década de 1830, simbolizava o sistema administrativo da Rússia.


Museu Hermitage ( São Petersburg )


Sala de S. Jorge (Sala Grande do Trono)
Inaugurada em 1841, foi concebida por Nicolau I. É em mármore branco vindo de Carrara, na Itália e o seu tecto foi decorado com ornamentos dourados.


Museu Hermitage ( São Petersburg )


Sala Branca
Obra de Alexandr Briullov, era o recinto principal das recepções solenes.


Museu Hermitage ( São Petersburg )


Salão Dourado
Também uma concepção de Alexandr Briullov, este salão tem actualmente uma das maiores colecções de camafeus e entalhes de pedras semipreciosas da Europa, originada por Catarina II.


Museu Hermitage ( São Petersburg )

Museu Hermitage ( São Petersburg )


Boudoir
O acabamento e ornamentação efectuados por Alexandr Briullov em 1841 foram completamente mudados em 1853 por Harald Bosset para um estilo rococó, com abundância de elementos de talha dourada.


Museu Hermitage ( São Petersburg )


Salão Malaquita
Concebido por Alexandr Briullov, a combinação do dourado com a malaquita torna esta sala magnifica.


Museu Hermitage ( São Petersburg )


Sepulcro de prata do Príncipe Alexandre Nevski (1750-1753)
O sepulcro foi encomendado pela Imperatriz Isabel Petrovna. Utilizou-se na sua realização uma tonelada e meia de prata e está adornado com relevos a representar a vida de Alexandre Nevski.


Museu Hermitage ( São Petersburg )


  • Pequeno Hermitage
O Pequeno Hermitage deve a sua origem a dois arquitetos: Jean Baptiste Vallin de La Mothe, o autor do projecto e Iuri Velten, que o realizou entre 1764 e 1775. 

Relógio "Pavão" (The Peacock Clock)
Adquirida por Catarina II, é uma peça de ourivesaria lindíssima em ouro, prata, bronze e pedras preciosas. Fica na Sala do Pavilhão, no Pequeno Hermitage, data da segunda metade do século XVIII e é uma obra do joalheiro londrino James Coxe. É um relógio mecânico, com um pavão, uma coruja, um esquilo e um galo que se movimentam a determinadas horas.


Museu Hermitage ( São Petersburg )


  • Novo Hermitage
Foi o primeiro prédio construído exclusivamente para abrigar obras de arte da colecção do museu. Erguido entre 1842 e 1851 pelo arquiteto Leo von Klenze, foi alterado substancialmente mais tarde por Vasily Stasov e Nikolai Yefimov, a fim de integrá-lo com as construções adjacentes.

Logias de Rafael
Trata-se de excelentes réplicas dos murais de Rafael no Vaticano, são uma das obras mais impressionantes do Novo Hermitage.


Museu Hermitage ( São Petersburg )


Sala das vinte colunas
O interior desta sala reproduz o aspecto de um templo antigo. 


Museu Hermitage ( São Petersburg )


Desvão da Pintura Italiana e Espanhola
Chama-se "desvão " devido às particularidades arquitectónicas que consistem do tecto da sala ser transparente e arqueado pelo qual penetra a luz do dia. Estas salas foram projectadas especialmente para expor as enormes telas de pintura italiana e espanhola dos séculos XVI-XVIII. Estão decoradas com vasos, mesas e lampadários de malaquita e pórfiro lapis-lazuli. 


Museu Hermitage ( São Petersburg )


Vaso Kolyvan
O Vaso de Kolyvan, foi encomendado pelo czar Nicolau I e feito segundo o desenho do arquitecto A. Mélnikov. O seu nome tem origem na cidade siberiana de Kolyvan, de onde em 1828 foi extraído e lapidado durante 14 anos o bloco de jaspe verde que deu origem a este magnifico vaso. Pesa 19 toneladas, tem uma forma elíptica, com o eixo principal de 4,5 metros e umaa altura de 2,5 metros. A sala onde ele foi colocado foi concluída depois da colocação do próprio vaso, pois não seria possivel de outra forma o vaso ter passado pelos portões de acesso.


Museu Hermitage ( São Petersburg )


O museu é espectacular, mas sendo tão grande apenas deu para visitarmos uma pequena parte. Terminada a visita, saímos para a grande Praça do Palácio.

No centro da  Praça do Palácio,  encontra-se a Coluna de Alexandre (1830-34), desenhada por Auguste de Montferrand. Em granito vermelho é a mais alta do seu tipo em todo o mundo, tem 47,5 metros de altura e pesa cerca de 600 toneladas. Do lado contrário ao Palácio de Inverno está o Palácio do Estado Maior. Foi desenhado por Carlo Rossi em estilo neoclássico e construído entre 1820 e 1827. Na fachada destaca-se o monumental arco do triunfo, coroado por uma carruagem com seis cavalos além de grupos de guerreiros armados, figuras aladas e baixos-relevos.


Praça do Palácio - St. Petersburg

Arco do Triunfo - Praça do Palácio - St. Petersburg

Arco do Triunfo - Praça do Palácio - St. Petersburg


Texto explicativo: Wikipedia e livro "O Ermitage" comprado no local
Fotos: Pessoais

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Férias em MOSCOVO




Na minha viagem pelos Países Bálticos e Rússia, como já referi anteriormente, começamos por visitar  Estocolmo, seguimos para Tallin, depois foi a vez de Helsinquia, a paragem seguinte foi São Petersburgo e hoje vou mostrar alguns olhares do último destino do nosso circuito:

 Moscovo


Moscovo está situada sobre o rio Moscovo e é a capital e a cidade mais populosa da Rússia.




Ficámos instalados no Marriott Grand Hotel, um hotel elegante, bem localizado e com um quarto bastante espaçoso.




Moscovo tem imenso para ver, hoje deixo alguns dos muitos pontos de interesse que podemos observar e apreciar.

PONTOS TURISTICOS que visitámos:
  • Praça Vermelha
Muito conhecida pelos grandes desfiles militares, aliás parte estava fechada para comemorações militares, ao seu redor encontra-se a Belíssima Catedral de S. Basílio, o Museu de História do Estado, a Catedral de Kasan,  os muros do Kremlin bem como o Centro Comercial GUM.





  • Centro Comercial GUM
Muito bonito e luxuoso  nele se encontram representadas as grandes marcas mundiais. Foi construído entre 1890 e 1893 por Alexander Pomerantsev e Vladimir Shukhov.





  • Praça do Manege ou Manezhnaya
A Praça do Manege, tem a leste o Hotel Moskva, a sul o Museu Histórico do Estado e ao Jardim de Alexandre, o Manege de Moscovo a oeste e à sede da Universidade Estatal de Moscovo a norte. Está decorada com canteiros de flores e fontes com esculturas sobre contos folclóricos russos.




  • Jardim de Alexandre 
O Jardim de Alexandre foi um dos primeiros parques urbanos públicos de Moscovo. Foi construído entre 1819 e 1823 e o seu nome é uma homenagem ao czar Alexandre I da Rússia. É composto por três jardins separados, que se estendem ao longo de todo o comprimento da muralha ocidental do Kremlin de Moscovo. Para além de toda a linda área arborizada com longos passeios,  encontram-se também fontes,  estátuas e o túmulo do soldado desconhecido.




  • Kremlin
É um complexo fortificado no centro da capital russa, nas margens do rio Moskva, com a Catedral de São Basílio e a Praça Vermelha a leste e o Jardim de Alexandre a oeste. É o mais conhecido dos kremlins (cidadelas russas) e inclui cinco palácios, quatro catedrais e uma muralha com torres. O complexo serve como a residência oficial do Presidente da Federação Russa.





  • Estátua de Pedro o Grande
Obra do artista georgiano Zurab Tsereteli localiza-se num espaço perto do Rio Moskva e do Canal Vodootvodny. A estátua tem 98 metros de altura. Foi projetada pelo designer georgiano Zurab Tsereteli para comemorar 300 anos da marinha russa.




  •  Teatro Bolshoi
Este lindo edifício histórico, é sede da Academia Estatal de Coreografia de Moscou, também conhecida como Academia de Balé Bolshoi, Companhia de Balé Bolshoi ou simplesmente Balé Bolshoi, sendo uma das mais antigas e prestigiosas companhias de dança do mundo.




  • Lago dos Cisnes
Diz-se ter sido este lago no parque de Novodevichy, onde se situa o convento do mesmo nome que inspirou Tchaikovsky para o seu famoso "Lago dos Cisnes".




  • Museu da Grande Guerra Patriótica
Museu dedicado à II Guerra Mundial, fica localizado no Parque Vitoria, um parque destinado a homenagear todas as pessoas que lutaram para que a Rússia conseguisse vencer a guerra. Em frente ao museu está o Obelisco da Vitória com 142 metros de altura. O museu tem mais de 14.000 m2 de espaço para exposições permanentes e mais 5.500 m2 para exposições temporárias, nele se encontram várias salas contendo informações, estátuas, recriações de diversos momentos da guerra, mas o meu destaque é para a Sala da Glória (Hall Of Glory), uma sala de mármore branco, onde nas paredes se encontram os nomes das pessoas que foram distinguidas como heróis da União soviética, encontrando-se no centro uma escultura enorme em bronze, representando o "soldado da vitória".




  • Igreja de S. Jorge
É uma igreja ortodoxa e fica também no Parque Vitória. Foi construída e consagrada em 1995 para comemorar o 50º aniversário da vitória na Grande Guerra Patriótica. O destaque da igreja são as relíquias de São Jorge.




  • Estações de Metro
O metro de Moscovo, conhecido como Palácio Subterrâneo, foi inaugurado na Era Stalin em 1935, sendo o maior do mundo por densidade de passageiros, transportando por volta de três mil milhões de pessoas por ano, cerca de 9,2 milhões de pessoas por dia. A sua rede é composta de 206 estações, distribuídas por 12 linhas através de 346 km. As estações são um espectáculo, são autênticas obras de arte.





  • Espectáculo de música e dança - Russian National Dance Show "Kostroma"
Um espectáculo imperdível!





  • Moscovo à noite
Uma visita à cidade sobre uma perspectiva diferente. Luzes de várias cores iluminam as fachadas de edifícios, as cúpulas dos templos e igrejas, as estátuas e para tornar ainda o nosso passeio mais bonito, a lua brindou-nos com a sua preciosa presença.




Moscovo é uma cidade imponente e fascinante.

Hoje dei uma visão geral de alguns dos locais que visitámos, futuramente mostrarei mais em pormenor alguns deles.




Texto explicativo: Wikipedia; www.moscovery.com
Fotos: Pessoais



Topo